Quinta-feira, 15 de Abril de 2010

 

Pareceu-me ter ouvido, há pouco, no Jornal da 2, que o Governo decidiu dar tolerância de ponto a todos os funcionários públicos, no dia 13 de Maio, e ainda mais dois meios dias, creio que a 12 e 14, para que todos possam receber condignamente o Papa, aquando da sua próxima visita a Portugal. Tanta magnanimidade espanta, sobretudo se tivermos em conta as ladainhas permanentes sobre a falta de produtividade dos portugueses e a cantilena do desequilíbrio das contas públicas, conforme Carvalho da Silva já comentou.

 

Que seja este Governo a tomar tal iniciativa é que não espanta. É perfeitamente natural que um poder político serventuário do poder económico se prostre e roje aos pés do poder religioso – aliado de sempre do segundo na ordem de citação. Mas o que me deixou por assim dizer perplexo foi a notícia de que nesses mesmos dias serão distribuídos milhares de preservativos, como acontece no Brasil, por exemplo, por alturas do Carnaval. Põem-se-me algumas interrogações, verbo gratia:

 

1.ª, a tolerância de ponto visa propiciar a participação nas cerimónias de acolhimento ao Papa ou o coito desbragado de milhares de fiéis nesses dias dispensados de trabalhar?

 

2.ª, haverá alguma relação entre esta copiosa distribuição de preservativos e o escândalo sexual que assola a Igreja?

 

3.ª, se assim for, o Governo foi informado da orientação sexual do séquito papal?

 

4.ª, à semelhança do que acontece no sambódromo do Rio, será expectável um desfile de foliões em trajes menores – neste caso oriundos não de escolas de samba mas das ordens religiosas – no vasto adro do santuário de Fátima?

 

Vade retro, Satanás!



publicado por tambemdeesquerda às 00:26
Espaço destinado a reflexões (geralmente) inspiradas na actualidade e na Literatura.
mais sobre mim
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

20
21
23
24

25
26
27


pesquisar neste blog
 
contador
Website counter
Mapa de visitantes
Visitantes por país
free counters
Visitantes em tempo real
Que horas são?
blogs SAPO