Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

A avaliar pela evolução dos acontecimentos, a NATO não vai precisar de intervir na Líbia. Não passa um dia sem que mais um diplomata se demita, denunciando as atrocidades do “ditador fascista”. Estes dignos embaixadores vão-se pondo assim a jeito para assumirem os lugares-chave do próximo regime, que será com alguma probabilidade muito consentâneo com os interesses do imperialismo.

 

Se espanta a volubilidade destes indivíduos, não nos esqueçamos de que são sempre os renegados os mais eloquentes denunciantes das ideias e das pessoas que antes apoiavam. Eles têm a árdua tarefa de convencer quem os ouve de que, desta vez sim, estão a ser sinceros.

 

A todos quantos não se contentam com a informação formatada dos media ditos de referência, aconselho vivamente a leitura do artigo “Líbia: o que os media escondem”, da autoria de Miguel Urbano Rodrigues, em http://odiario.info.



publicado por tambemdeesquerda às 18:42
Espaço destinado a reflexões (geralmente) inspiradas na actualidade e na Literatura.
mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
25
26

27


pesquisar neste blog
 
contador
Website counter
Mapa de visitantes
Visitantes por país
free counters
Visitantes em tempo real
Que horas são?
blogs SAPO