Domingo, 10 de Abril de 2011

            Subitamente, os media parecem ter-se desinteressado da Líbia, como também já se tinham desinteressado da Tunísia, do Egipto, da Islândia. Estes dois últimos países voltam agora a ser notícia. O Egipto, porque os egípcios não parecem satisfeitos com o curso dos acontecimentos pós-derrube de Mubarak, e nomeadamente com o facto de serem os militares a conduzir o processo de transformação do regime, com a agravante de o seu líder ser um ex-fiel do ditador; a Islândia, porque os islandeses insistem em não querer pagar a dívida resultante das trafulhices praticadas pelo respectivo sistema bancário e por governos passados. Em ambos os casos, mas também no da Tunísia, da Líbia, etc., etc., etc., o que faz falta é avisar aquela malta que aquilo não vai lá sem um partido de classe, revolucionário, que não pactue com mudanças de pormenor.



publicado por tambemdeesquerda às 16:47
Espaço destinado a reflexões (geralmente) inspiradas na actualidade e na Literatura.
mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

12
13
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
contador
Website counter
Mapa de visitantes
Visitantes por país
free counters
Visitantes em tempo real
Que horas são?
blogs SAPO