Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010
Foi há pouco mais de um mês, a 10 de Dezembro, que Bento XVI recebeu em audiência o Embaixador de Cuba junto à Santa Sé – Eduardo Delgado Bermúdez – por ocasião da apresentação da Carta Credencial.
 
Transcrevo três passos do discurso que o Papa pronunciou na ocasião e que se pode ler, no original, no sítio web do Vaticano
ou em
 
Claro que os protocolos impõem, nestas ocasiões, um conjunto de fórmulas de cortesia estereotipadas que soam sempre a falso. Mas há aqui, nos parágrafos 2 e 3, algo mais do que convenção.
 
“Senhor Embaixador:
1. Com muito gosto recebo-o neste acto solene no qual apresenta as Cartas que o acreditam como Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da República de Cuba perante a Santa Sé, iniciando assim a importante missão que o seu Governo lhe confiou. Agradeço-lhe as suas atentas palavras e a saudação que me transmitiu da parte do Excelentíssimo Senhor Raúl Castro Ruz, Presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, a que correspondo com os meus melhores desejos para a sua alta responsabilidade.

2. […] Cuba, que continua a oferecer a numerosos países sua colaboração em áreas vitais como a alfabetização e a saúde, favorece assim a cooperação e solidariedade internacionais, sem que estas estejam subordinadas a mais interesses que a própria ajuda às populações necessitadas.
 
3. Tal como outros muitos países, a sua Pátria sofre também as consequências da grave crise mundial que, somada aos devastadores efeitos dos desastres naturais e do embargo económico, golpeia de maneira especial às pessoas e famílias mais pobres. Nesta complexa situação geral, aprecia-se cada vez mais a urgente necessidade de uma economia que, edificada sobre sólidas bases éticas, ponha às pessoas e seus direitos, seu bem material e espiritual, no centro de seus interesses. Com efeito, o primeiro capital que se há de salvaguardar e salvar é o homem, a pessoa na sua integridade (cf. Caritas in veritate, 25).”
 
Só faltou ao Papa dizer que Fidel bem mereceu a nomeação como Herói Mundial da Solidariedade pela Assembleia Geral das Nações Unidas.


publicado por tambemdeesquerda às 23:52
Quarta-feira, 30 de Dezembro de 2009

                                                                                                                                                                                     

Há dias, um amigo meu, leitor do Público, como eu, mas também de outros títulos da imprensa dita “de referência”, dizia-me ter tomado conhecimento da nomeação de Evo Morales como “Herói Mundial da Mãe Terra” pela Assembleia Geral das Nações Unidas, não através da referida imprensa, mas sim através do Avante! O acontecimento data de 29 de Agosto p.p. e nem este amigo nem eu próprio tínhamos dele conhecimento.
Admito que algum destes órgãos de comunicação escrita ou qualquer outro – da audiovisual – tenha dado conta da ocorrência. Estávamos no fim de Agosto, tempo de férias, de praia e de pouca atenção à actualidade. Mas, se o fez, só pode ter sido escassamente e sem relevo, à socapa, numa notícia de fundo de página.
Ora este acontecimento não tem nada de irrelevante. Eis o que pude apurar pela consulta do site http://www.processocom.wordpress.com , de que cito alguns passos:
·        Evo Morales recebeu a sua nomeação das próprias mãos do presidente da Assembleia Geral da ONU, o nicaraguense Miguel D’Escoto, sob a forma de uma medalha e de um pergaminho, cujo texto define o primeiro indígena a governar a Bolívia como “o máximo expoente e paradigma de amor à Mãe Terra”.
·        “A ideia de conceder a distinção a Morales, revelou D’Escoto, partiu de uma iniciativa do rei Abdullah da Arábia Saudita. Após escutar um discurso do boliviano em defesa da Mãe Terra, o líder saudita sugeriu convocar uma reunião da Assembleia Geral da ONU para discutir maneiras de resgatar conceitos ancestrais a fim de combater a mudança climática.”
·        “Até hoje, somente dois outros líderes haviam sido designados “heróis mundiais” pela ONU. São eles o ex-presidente cubano Fidel Castro, “Herói Mundial da Solidariedade”, e o falecido ex-presidente da Tanzânia Julius Nyerere, nomeado “Herói Mundial da Justiça Social”.
·        Na cerimónia realizada em La Paz, Miguel D’Escoto disse: “O que queremos fazer é apresentar ao mundo estas três pessoas e dizer que elas encarnam as virtudes e valores dignos de serem copiados por todos”.
·        “O presidente da Assembleia Geral da ONU lembrou que Morales “foi quem mais ajudou as Nações Unidas a declararem o 22 de Abril como Dia Mundial da Mãe Terra”.
Pois bem, numa época em que o debate sobre o aquecimento global – agora baptizado de “alterações climáticas” – é omnipresente nos media e numa ocasião recente em que os líderes mundiais discutiam em Copenhaga as medidas a implementar para as combater, com o insucesso conhecido, nem uma só vez dei por uma referência à nomeação com que Evo Morales foi distinguido.
Por que será? – perguntamo-nos. Não faço a mínima ideia. Mas quer-me parecer que se, em vez de Morales, o nomeado fosse, por exemplo, Obama, Sarkozy, Uribe, ou Netanyahu, toda a imprensa embandeirava em arco.
Já agora – alguém sabia da nomeação de Fidel como Herói Mundial da Solidariedade? E de Julius Nyerere como Herói Mundial da Justiça Social? Eu também não. Decididamente, somos muitos a andar mal informados, maugrado a pletora de informação nesta sociedade da comunicação.
E, por outro lado, por que será que os nomeados são estes e não os outros que referi atrás?
Tantas perguntas, com, talvez, duas respostas possíveis. Uma é a que D’Escoto nos dá: “ [estes homens] encarnam as virtudes e valores dignos de serem copiados por todos”.
Claro que é sempre possível dar a outra resposta: a Assembleia Geral é maioritariamente composta por pequenos países do mundo subdesenvolvido, pelo que as suas deliberações são pouco fiáveis.
Escolham – que eu já escolhi há muito e não vejo motivos para mudar de ideias.


publicado por tambemdeesquerda às 12:04
Espaço destinado a reflexões (geralmente) inspiradas na actualidade e na Literatura.
mais sobre mim
Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


pesquisar neste blog
 
contador
Website counter
Mapa de visitantes
Visitantes por país
free counters
Visitantes em tempo real
Que horas são?
blogs SAPO