Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Também de esquerda

Espaço destinado a reflexões (geralmente) inspiradas na actualidade e na Literatura.

Também de esquerda

Espaço destinado a reflexões (geralmente) inspiradas na actualidade e na Literatura.

Conselho de Administração

O Público de hoje publica vários textos sobre Ricardo Salgado, a família Espírito Santo e o Banco do mesmo nome. Dois grandes infogramas acompanham estes textos. Creio que não haverá neste material nada de verdadeiramente novo para quem acompanha de perto a actualidade nacional. É contudo positivo que nos recordem alguns factos que o tempo vai obliterando. Por exemplo, que a intimidade entre esta grande família e o fascismo ia ao ponto de Ricardo Espírito Santo, avô de Ricardo Salgado, se encontrar com Salazar ao domingo à noite, para com ele conversar sobre temas económicos e empresariais, e que a família tinha “ligações” aos nazis. Mais interessante, talvez, e sobretudo mais actual é o conteúdo do infograma das páginas 4 e 5, cujo título é “Os amigos e ex-colaboradores do Grupo Espírito Santo com ligações à actividade política”. Aí aparecem, quais astros menores, em torno da estrela de primeira grandeza que é Ricardo Salgado – Ângelo Correia, Manuel Pinho, Nuno Vasconcellos, António Mexia, Durão Barroso e Freitas do Amaral. O infograma tem a vantagem didáctica de tornar ainda mais evidente a enorme permeabilidade das esferas dos poderes político e económico. Independentemente do partido a que pertencem (PSD, PS ou CDS), estas personagens transitam de um poder para outro e deste outro para o primeiro com a mesma facilidade com que um prestidigitador nos leva a ver apenas aquilo que ele quer que vejamos. E é também como ilusionistas que conseguem criar a ilusão de que os governos que integram, em alternância com os conselhos de administração das grandes empresas e dos bancos, são instâncias vocacionadas para a prossecução do bem comum. Como se eles não soubessem, ainda melhor do que Marx, que tais governos não passam de meros conselhos de administração dos interesses da burguesia.
 
Imagem:
http://farm3.static.flickr.com/2107/2224108824_52663d9db9_m.jpg