Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Também de esquerda

Espaço destinado a reflexões (geralmente) inspiradas na actualidade e na Literatura.

Também de esquerda

Espaço destinado a reflexões (geralmente) inspiradas na actualidade e na Literatura.

POURPRE VOIX, de Adão Contreiras

Pourpre Voix, Adão Contreiras (2).jpg

 

Presses Sorbonne Nouvelle acaba de publicar, em edição bilingue, Pourpre Voix, de Adão Contreiras, originalmente publicado em Maio de 2017, pela Lua de Marfim, com o título Púrpura Voz.


Sobre a poesia de Adão Contreiras, enquanto aventura da palavra, tive já a oportunidade de me pronunciar por ocasião da publicação dos seus três primeiros livros (Página Móvel com Texto Fixo, 2013; Ouro e Vinho, 2014; Mostruário de Títulos para Poemas, 2016)* e ainda por ocasião da Feira do Livro, no Centro de Trabalho do PCP, em Dezembro de 2016 e em Faro. Os poemas que integram o presente volume indiciam claramente o prosseguimento do autor na senda de uma poesia caracterizada pelo estilhaçar das relações entre significante e significado e concomitante cintilação de uma miríade de metáforas que geram surpreendentes universos visuais. Nesta circunstância, limitar-me-ei a sublinhar a excelência da tradução e da introdução de Catherine Dumas, professora emérita da Sorbonne, e a qualidade gráfica do livro, isento das gralhas e erros que tão frequentemente conspurcam as nossas edições, comprometendo o prazer da leitura e a imagem do autor.
_______________________________

*Respectivamente em:
https://tambemdeesquerda.blogs.sapo.pt/pagina-movel-com-texto-fixo-de-adao-38451
https://tambemdeesquerda.blogs.sapo.pt/ouro-e-vinho-de-adao-contreiras-43024
https://tambemdeesquerda.blogs.sapo.pt/a-liberdade-livre-da-poesia-de-adao-64172